Nova técnica inovadora em doentes com hipertensão arterial

Hospital de Santa Maria

13 setembro 2011
  |  Partilhar:

Uma equipa médica do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, realizou na semana passada pela primeira vez os procedimentos de desnervação renal, uma técnica pioneira para tratar doentes com hipertensão arterial resistente aos medicamentos,.

 

Segundo os especialistas, a técnica de desnervação renal “é um procedimento minimamente invasivo que desactiva os nervos simpáticos localizados nas paredes da artéria renal”.

 

De acordo com o hospital, a hipertensão arterial (HTA) resistente é uma patologia em que os doentes, apesar do tratamento com três ou mais medicamentos anti-hipertensivos, continuam com níveis elevados de pressão arterial.

 

A HTA é considerada uma doença “extremamente perigosa” e que afecta quase metade da população portuguesa, sendo que em apenas 11% dos doentes está controlada, segundo dados da Sociedade Portuguesa de Hipertensão.

 

Na semana passada, no Hospital de Santa Maria, dois doentes foram submetidos a esta “técnica minimamente invasiva” através de cateterismo, passando esta unidade a fazer parte “de um pequeno mas crescente número de hospitais na Europa” que disponibilizam o procedimento.
“Esta técnica inovadora vem trazer uma nova esperança aos doentes com HTA resistente, que através desta nova abordagem minimamente invasiva poderão ter controlados os seus níveis de pressão arterial”, declarou à agência Lusa, Pedro Canas da Silva, coordenador da Unidade Cardiologista de Intervenção do Hospital de Santa Maria.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.