Nova técnica de transplante de células estaminais

Tecnologia aplicada ao tratamento de tumores

01 abril 2004
  |  Partilhar:

Médicos espanhóis desenvolveram uma técnica de transplante misto de células estaminais, provenientes de cordão umbilical ou dadores adultos, aplicada ao tratamento de tumores, anunciou esta semana um consórcio internacional AlloStem, que promove a investigação.O AlloStem, que apresentou esta técnica em Londres, é um projecto integrado por 29 instituições de 13 países que acaba de receber um subsídio de oito milhões de euros da União Europeia para proceder a investigações no campo da imunoterapia contra o cancro.O problema dos transplantes de células «haplo-idênticas», isto é, com uma metade idêntica à do receptor, é que «terão de vir do pai, da mãe ou do irmão», afirmou o responsável da AlloStem pela tecnologia da transferência para os pacientes de células imunocompatíveis com capacidade reactiva antitumoral e anti-infecciosa, o espanhol Joan Garcia.Além disso, «para tornar o transplante compatível é preciso retirar-lhe os linfócitos, que são os responsáveis pela rejeição mas também actuam contra o cancro», explicou este especialista do Centro de Transfusão e Banco de Tecidos de Barcelona. Isto significa, acrescentou, «recompor a capacidade de ataque aos tumores colocando parte dos linfócitos», uma missão a que corresponde outra equipa, liderada pelo italiano Andrea Velardi.Outra possibilidade seria usar só células provenientes do cordão umbilical, que não têm capacidade de gerar rejeição mas actuam contra o hóspede infeccioso ou o tumor. Esse transplante é relativamente fácil em crianças, mas em pessoas já desenvolvidas «demora muito a pegar», afirmou o hematólogo espanhol Manuel Fernández, chefe da equipa responsável pela nova técnica mista, que combina as células do cordão com as do dador adulto mas sem os seus linfócitos.O cordão umbilical, disse, «sendo inocente, isto é, sem capacidade de rejeição, pode servir para qualquer paciente, já que num prazo máximo de 15 dias é possível encontrar um dador adequado num banco mundial de 170.000 unidades, 15.000 das quais em Espanha».Fonte:Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.