Nova técnica ajuda recuperação após Revascularização do Miocárdio

Estudo publicado na “Lancet”

29 agosto 2007
  |  Partilhar:

O corte temporário da irrigação sanguínea do braço, prévia à cirurgia de Revascularização do Miocárdio, melhora a recuperação no pós-operatório, revela um estudo de cientistas da University of London.
 

 

A conclusão, publicada na última edição da revista médica "The Lancet", é fruto de uma pesquisa feita junto de 57 pessoas, nas quais seria realizado o procedimento clínico.
 

 

Desses pacientes, 27 foram submetidos a três interrupções da irrigação sanguínea do braço, de cinco minutos cada uma, e com períodos de descanso de outros cinco minutos, enquanto aos restantes voluntários não foi efectuado esse procedimento.
 

 

Foram realizadas também análises em todos os pacientes para determinar o nível de troponina T no sangue, (uma proteína específica do músculo cardíaco que pode ser libertada se o coração sofrer danos).
 

 

Os cientistas descobriram que 72 horas após a cirurgia de revascularização nessas 27 pessoas submetidas à interrupção provisória da irrigação sanguínea, estas apresentaram uma redução dos níveis de troponina T para 20,58 microgramas por litro de sangue.
 

 

Este valor indica que esta proteína existe no sangue em menor quantidade nos pacientes que não foram submetidos a esta prática --os outros 30 pacientes apresentaram 36,12 microgramas de troponina T por litro de sangue.
 

 

Os cientistas dizem acreditar que essa técnica terá ainda maiores vantagens para os pacientes com risco cardíaco acrescido, uma vez que o nível de troponina T após a cirurgia poderá ser fortemente reduzido.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.