Nova política do medicamento – medidas aprovadas em Conselho de Ministros

Doentes vão gastar metade do que gastam actualmente com os medicamentos de marca

12 setembro 2002
  |  Partilhar:

O ministro da Saúde espera poupar 60 milhões de euros (12 milhões de contos) por ano com a nova política do medicamento e garante que com o leque de genéricos disponíveis o doente pagará metade do que gastava com remédios de marca. A indústria farmacêutica diz que as medidas foram decididas de forma autista e são "de enorme violência" para o sector, sobretudo o nacional.
 

 

Ontem, depois do Governo ter dado luz verde ao pacote legislativo na área do medicamento, o ministro Luís Filipe Pereira defendeu que a substituição na farmácia de um remédio de marca por um genérico similar irá reduzir os custos do doente para "metade do que paga actualmente".
 

 

Serão 961 apresentações de remédios - de um universo de 7627 - das quais 304 são genéricas as visadas pelas novas políticas.
 

 

Leia tudo sobre esta notícia no Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.