Nova opção terapêutica para o tratamento da dependência a opiáceos

Medicamento disponível no mercado nacional

05 setembro 2007
  |  Partilhar:

O tratamento para a dependência de opiáceos, como a heroína, tem mais uma opção medicamentosa, cujas vantagens passam pela impossibilidade de má utilização e a diminuição do risco de overdose.
 

 

O medicamento, sublingual, é o primeiro a associar a substância activa buprenorfina, um agonista dos receptores opiáceos (actua como um opiáceo) à naloxona, um antagonista dos receptores opiáceo (contraria os efeitos dos opiáceos), e, segundo a nota do laboratório, “ajuda a evitar a utilização abusiva do medicamento”.
 

 

A naloxona não é absorvida por via oral mas, se for injectada a um dependente de opiáceos, provoca sintomas de abstinência agudos, refere ainda a mesma nota. A buprenorfina, na forma de comprimidos sublinguais, tem sido utilizada em monoterapia desde meados dos anos 90, como tratamento de substituição para a dependência de opiáceos. Contudo, os comprimidos foram desviados para uso abusivo uma vez que os toxicodependentes os dissolvem para injectar a solução resultante.
 

 

O novo medicamento será comparticipado no escalão C, ao nível de 37%, e necessitará de uma receita médica especial, com um registo em triplicado, onde se inclui a identificação do médico prescritor, do doente e da pessoa que compra.
 

 

Segundo a nota do laboratório, “este tratamento poderá será administrado em adultos e em adolescentes a partir dos 15 anos de idade que estejam igualmente a receber apoio médico, social e psicológico”.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.