Nova molécula poderá travar processo neurodegenerativo

Estudo publicado na revista “Genes & Development”

21 janeiro 2011
  |  Partilhar:

Investigadores da University of North Carolina, EUA, descobriram uma molécula capaz de tornar as células cerebrais resistentes à morte celular programada ou apoptose, dá conta um estudo publicado na edição online da revista “Genes & Development”.

 

Estudos anteriores já tinham demonstrado a escassez desta molécula, chamada microRNA-29 ou miR-29, em certas doenças neurodegenerativas, tais como doença de Alzheimer e de Huntington.

 

Grande parte dos neurónios com que as pessoas nascem, morre durante o normal desenvolvimento do organismo. Contudo, ainda não é conhecido o mecanismo responsável pela sobrevivência de algumas destas células. A equipa, liderada por Mohanish Deshmukh, considerou que a chave deste mecanismo se centrava nos microRNAs, moléculas pequenas e eficazes, que conseguem silenciar a actividade de cerca de dois  terços dos genes humanos.

 

O miR-29 nunca tinha sido associado à prevenção da apoptose. No entanto, quando os investigadores injectaram esta molécula em neurónios verificaram que os mesmos tornaram-se resistentes à apoptose, mesmo perante múltiplos sinais activadores da morte programada.

 

Após terem analisado as várias etapas da apoptose, os investigadores constataram que o miR-29 desempenha um papel importante no início deste fenómeno, através da interacção com um grupo de genes da família BH3.

 

Actualmente, os investigadores estão a desenvolver modelos animais, em que o miR-29 não é expresso ou está sobreactivado, para verificar se é possível impedir a neurodegeneração em casos de doença de Alzheimer, Parkinson e esclerose lateral amiotrófica.

 

Os investigadores consideram que esta descoberta poderá ajudar no desenvolvimento de um novo tratamento que permita que as células cerebrais sobrevivam na sequência de um processo neurodegenarativo ou de um acidente vascular cerebral.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.