Nova investigação sobre o cancro do cólon

Pista pode levar a um aumento eficácia da quimioterapia

05 março 2004
  |  Partilhar:

Investigadores do Instituto Curie descobriram uma nova pista para tornar mais eficaz a quimioterapia praticada em pacientes com cancro colo-rectal avançado, informa um estudo publicado pela revista Oncogene.A cirurgia é geralmente eficaz nos casos de tumores despistados precocemente. Todavia, na presença de metástases cancerosas, a quimioterapia nem sempre permite «uma melhoria significativa da sobrevivência», sublinham os investigadores.Em ensaios feitos com pequenos ratos, os investigadores constataram que um dos medicamentos usados na quimioterapia, o irinotecan ou «CPT-11», é menos eficaz quando existe nas células cancerosas uma mutação do gene supressor de tumor P53. Guarda da integridade do genoma, o gene P53 desencadeia normalmente a produção de uma proteína que pode causar o «suicídio» (apoptose) de uma célula cujo ADN sofreu lesões demasiado graves. No caso de mutação do gene, a ordem deixa de ser dada. Acontece que se constata uma mutação do gene P53 em mais de 70 por cento dos cancros do cólon, assinalam os autores do estudo.O irinotecan é geralmente associado a duas outras moléculas (o 5- fluor-uracil e a leucovorina) na quimioterapia. Quando o gene P53 é normal, a administração de irinotecan provoca a redução da proliferação das células tumorais tanto in vitro como nas experiências com ratos em que foi enxertado um cancro colo- rectal humano. Quando o gene apresenta uma mutação, os investigadores verificaram, além da menor eficácia do irinotecan, a acumulação anormal de uma proteína particular da família das quinases (Cdk1) nas células cancerosas.Segundo os investigadores, esta proteína poderia desempenhar um papel determinante na resistência à quimioterapia.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.