Nova esperança para a doença de Parkinson

Tratamento conseguiu travar e reverter progressão da patologia

31 março 2003
  |  Partilhar:

Um novo tratamento contra a doença de Parkinson, que está agora em fase de experimentação clínica, revelou resultados surpreendentes. Embora a tarefa inicial fosse determinar a segurança da terapia, os cinco pacientes submetidos à experiência revelaram uma significativa melhoria dos sintomas. Os resultados foram publicados na última edição da revista Nature Medicine.
 

 

A confirmarem-se os resultados, este tratamento poderá ser o primeiro capaz de não apenas travar a progressão da patologia, como também de revertê-la.
 

 

O tratamento consiste na implantação de um dispositivo ligado ao cérebro através de um eléctrodo através do qual é bombeada uma molécula, o factor neurotrófico glial derivado (GDNF, sigla em inglês), cuja função é proteger e regenerar os neurónios produtores de dopamina.
 

 

A doença de Parkinson caracteriza-se por uma perda progressiva deste tipo de neurónios que conduz a alterações motoras típicas desta patologia. Actualmente, as únicas opções para estes doentes são alguns fármacos que aliviam os sintomas.
 

 

Durante os 18 meses de tratamento os pacientes que participaram na experiência revelaram uma melhoria progressiva da imobilidade e dos tremores nas extremidades, sem sofrer efeitos secundários significativos.
 

 

Todavia, os especialistas advertem que ainda é precipitado tirar conclusões demasiado optimistas uma vez que desconhece-se os efeitos de uma administração prolongada de GDNF.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.