Nova descoberta que poderá melhorar o tratamento da Fibrose Quística

Mais uma peça neste complexo puzzle

01 março 2001
  |  Partilhar:

A alteração genética responsável pela doença conhecida como Mucoviscidose ou Fibrose Quística poderá funcionar de uma forma diferente do que muitos especialistas pensavam até ao momento.
 

 

A Fibrose Quística é uma doença relativamente frequente afectando cerca de 1 em cada 3000 recém-nascidos.
 

 

Nesta doença, uma mutação (localizada no cromossoma 7) é responsável pela alteração de uma proteína, conhecida por CFTR. Isto leva à produção de secreções extremamente espessas causando infecções crónicas das vias respiratórias e bronquiectasias, insuficiência pancreática exócrina, disfunção uro-genital e alterações da secreção das glândulas sudoríparas. A maioria dos pacientes morre devido a complicações pulmonares antes dos 30 anos de idade.
 

 

Até ao momento pensava-se que a mutação da proteína CFTR se traduzia exclusivamente numa inibição do transporte de cloro através da membrana plasmática de certas células. Isto por sua vez altera o movimento osmótico da água para dentro e para fora da células, formando-se assim secreções menos fluidas que dificilmente são eliminadas.
 

 

Mas a equipa liderada pelo cientista Shumel Muallem da Universidade do Sudoeste do Texas (Dallas, EUA) descobriu que esta mutação também dificulta o transporte de bicarbonato para as células.
 

 

Apesar de este estudo não descartar a alteração dos canais de cloro como factor importante na Mucoviscidose, vem acrescentar um peça importante no esclarecimento desta complexa doença. Actualmente, as investigações de novas terapias para a Fibrose Quística focam exclusivamente o transporte de cloro através das células, mas segundo este grupo de cientistas, isso poderá ser insuficiente. Este estudo é publicado na edição de hoje da revista “Nature”.
 

 

 

Fonte: Reuters
 

 

Adaptado por:
 

David Ferreira
 

MNI – Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.