Nova combinação farmacológica eficaz na fibrilhação auricular com risco de hemorragia

Estudo da Mcmaster University

29 julho 2009
  |  Partilhar:

Uma combinação do anticoagulante clopidogrel e de ácido acetilsalicílico reduz em 11% o risco de problemas vasculares graves, revela um estudo apresentado no encontro anual da Mcmaster University.

 

"O objectivo desse ensaio clínico (denominado ACTIVE-A) era determinar se, combinando-se o clopidogrel com o ácido acetilsalicílico, seria possível reduzir a incidência de problemas vasculares graves entre os pacientes que sofrem de fibrilhação auricular, com um aumento aceitável do risco de hemorragia", explicou um dos líderes da investigação, Stuart Connolly.

 

De acordo com o estudo, citado pelas agências noticiosas internacionais, a combinação de fármacos reduz em 28% o risco de AVC (acidente vascular cerebral) e em 23% o risco de enfarte do miocárdio.

 

Segundo o especialista, esta "é a primeira vez em vinte anos que existe um novo tratamento contra a fibrilhação auricular".

 

Outros anticoagulantes, como a varfarina, associada ao ácido acetilsalicílico, são igualmente eficazes no tratamento da fibrilhação auricular, mas muitos pacientes não podem ser tratados com eles dado que aumentam em 70% o risco de hemorragia.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.