No topo da utilização de tranquilizantes

Portugal é segundo maior consumidor

06 fevereiro 2004
  |  Partilhar:

Portugal é segundo maior consumidor europeu de benzodiazepinas (tranquilizantes), estimando-se que 23 por cento da população adulta recorra regularmente a estes medicamentos, revela um estudo divulgado quinta-feira em Bruxelas.De acordo com um levantamento europeu efectuado por Barry Haslam, fundador de um grupo de acção contra o consumo destes medicamentos e que reclama regras mais exigentes para a sua prescrição, o consumo daquele tipo de tranquilizantes em Portugal aumentou mais do dobro ao longo da década de 90.Num comunicado divulgado quinta-feira, o deputado do partido liberal democrata europeu Chris Davies acusou os médicos de «encorajarem» milhões de europeus a tornarem-se dependentes dos medicamentos anti-depressivos e exigiu que a União Europeia (UE) defina uma «melhor prática médica» na prescrição destes fármacos e crie mecanismos de auxílio aos doentes que se tornaram dependentes.No Reino Unido, «mais de 1,2 milhões de pessoas são dependentes de longa duração destes medicamentos, que são mais perigosos e aditivos do que a heroína», enquanto na Holanda, o número de consumidores crónicos rondava os 700 mil em 1998.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.