Níveis máximos de colesterol vão baixar

Recomendações norte-americanas alertam para a situação

18 julho 2004
  |  Partilhar:

  O presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia admite que as autoridades médicas nacionais venham a baixar ainda este ano os níveis máximos recomendados de colesterol, na sequência de recomendações norte-americanas adoptadas esta semana. «Possivelmente no final de Setembro», depois do Congresso Europeu de Cardiologia, que decorre em Munique (Alemanha), a Europa deverá baixar os valores recomendados para os níveis de colesterol no sangue, disse à agência Lusa Manuel Carrageta. O nível máximo do «mau» colesterol (de baixa densidade ou LDL) actualmente recomendado para pessoas consideradas como pacientes de alto risco (doença cardíaca, hipertensão ou risco de acidente vascular cerebral) é de 100 mg/dl de sangue. Nos EUA, o valor recomendado era o mesmo, mas na semana passada as autoridades de saúde baixaram-no para 70 mg/dl. Na origem desta tomada de posição está o resultado de cinco estudos clínicos que demonstraram que os níveis actuais de colesterol tolerados pelos médicos não são assim tão restritos para reduzir os riscos de acidente cardíaco. Também deverão baixar na Europa, à semelhança do que aconteceu nos EUA, os valores aconselhados para pessoas sem factores de risco (inferior a 160mg/dl) ou com poucos factores de risco (inferior a 130mg/dl). Fontes: Lusa e Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.