Níveis de radioactividade potencialmente cancerígenos em Amarante

Estudo da Universidade de Trás-os-Montes

20 janeiro 2011
  |  Partilhar:

Uma investigação da Universidade de Trás-os-Montes (UTAD) concluiu que Amarante apresenta níveis de radioactividade natural que pode provar cancro nos pulmões e outras doenças, disse à agência Lusa a autora do estudo.

 

Luísa Martins explicou que foram detectados valores elevados de radão, o gás produzido pelo urânio que existe em alguns tipos de granito da zona de Amarante.

 

O estudo de mestrado da investigadora concluiu pela existência de quantidades deste gás elevadas, que chegam a ser superiores ao dobro em quatro habitações. Segundo a bióloga, também foram detectados valores anómalos em várias recolhas de água realizadas, incluindo em fontanários públicos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.