Níveis de minerais no leite e na carne diminuem

Estudo britânico publicado na revista Food

10 agosto 2006
  |  Partilhar:

 

A quantidade de minerais presentes no leite e na carne caiu significativamente nos últimos 60 anos, de acordo com um estudo publicado na revista britânica "Food".
 

 

Promovido pela organização independente "Food Commission", que controla a qualidade dos alimentos, o estudo constatou uma queda dos níveis de minerais existentes nos produtos lácteos e na carne, comparando dados registados antes da II Guerra Mundial e actualmente no Reino Unido.
 

Os cientistas examinaram dados publicados em 1940 e em 2002 na "The Composition Food", que reúne dados oficiais sobre nutrição.
 

 

O especialista em nutrição e director do estudo, David Thomas, atribuiu a perda dos nutrientes à produção intensiva na agricultura e na indústria. A análise de 15 diferentes tipos de carne revelou que os níveis de ferro caíram uma média de 17%. No caso da carne bovina, os níveis de ferro reduziram 55% e os de magnésio, 7%.
 

 

Foi ainda observado que o conteúdo de minerais no leite diminuiu 60% e, em oito tipos de queijos, a redução foi de 50%. O leite perdeu 2% do cálcio e 21% do magnésio. O queijo tipo cheddar, tipicamente inglês, apresentou 9% a menos de cálcio, 38% de redução de magnésio e 47% de ferro. Já o queijo parmesão perdeu 70% de magnésio e de ferro.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.