Níveis de auto-estima variam com a idade e raça

Estudo da Universidade de Basel na Suíça

21 julho 2011
  |  Partilhar:

Um estudo da Universidade de Basel na Suíça demonstra que os níveis de auto-estima variam com a idade e a raça, mas têm padrões semelhantes entre homens e mulheres.

 

Os investigadores desta Universidade analisaram os dados de um questionário feito a mais 7000 jovens adultos americanos, desde 14 até aos 30 anos, entre 1994 e 2008. Durante estes 14 anos, foi examinado como 5 traços de personalidade (abertura, consciência, extroversão, afabilidade e neuroticidade) afectam a auto-estima. Para além destes, os investigadores também analisaram o sentido de capacidade de maestria da vida, a assunção de riscos, tendências, género, etnia, saúde e rendimentos.

 

Ruth Yasemin Erol, líder do estudo, explica que “Nós testámos os factores que acreditávamos pudessem ter impacto na forma como a auto-estima se desenvolve. Perceber a trajectória da auto-estima é importante para definir e apontar estratégias no tempo para intervenções que a possam melhorar.”

 

O estudo aponta que o sentido de consciência, a estabilidade emocional, o sentido de capacidade de maestria da vida e ser extrovertido são factores chave para prever o desenvolvimento da auto-estima num individuo à medida que cresce, e que o rendimento não afecta esse curso. Estas descobertas, afirmam os investigadores, podem ajudar os profissionais de saúde a definir tratamentos mais eficazes.

 

Outra conclusão do estudo sugere que, contrariamente à crença popular, não há diferenças significativas na forma com os homens e as mulheres se vêem a si próprios durante o período de desenvolvimento.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.