Nicotina protege cérebro da doença de Parkinson

Estudo publicado no “FASEB Journal”

29 setembro 2011
  |  Partilhar:

A nicotina protege da doença de Parkinson, aponta um estudo do Institut du Cerveau et de la Moelle Épinière, Hôpital de la Salpêtrière, França, publicado no “FASEB Journal”, que pode levar ao desenvolvimento de fármacos para a condição.

 

"Este estudo traz a esperança de um possível tratamento neuroprotector para os pacientes numa fase inicial da doença ou mesmo antes, num estágio no qual a doença não foi diagnosticada de acordo com critérios motores", disse, em comunicado de imprensa, o co-autor do estudo Patrick P. Michel.

 

No estudo, os cientistas usaram ratos geneticamente modificados que não expressavam o receptor da nicotina específico (o subtipo alfa-7) e ratos com um receptor funcional. Utilizando o tecido de embriões de ratos, os investigadores prepararam culturas de células do cérebro usando condições que favorecessem a perda progressiva e lenta dos neurónios produtores de dopamina (dopaminérgicos), uma característica da doença.

 

Os cientistas verificaram que a nicotina tinha o potencial de resgatar os neurónios dopaminérgicos em culturas de ratos normais, mas não em culturas de ratos sem o receptor da nicotina. Estas descobertas sugerem que pode ser viável desenvolver novas terapias para a doença de Parkinson direccionadas aos receptores de nicotina, em particular o receptor alfa-7 nicotínico.

 

No entanto, no artigo que acompanha o estudo, o editor executivo do “FASEB Journal”, Gerald Weissmann, deixa um alerta aos fumadores que pensem encontrar um ponto positivo do vício. "Se é fumador, não fique muito animado. Mesmo que fumar proteja contra a doença de Parkinson, você pode não viver tempo suficiente para desenvolver a doença porque o tabagismo aumenta o risco de cancros letais e de doenças cardiovasculares".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.