Nefrologia em Portugal entre melhores do mundo

Últimos 30 anos levaram especialidade a níveis “fantásticos”

13 março 2017
  |  Partilhar:
O presidente do Colégio da Especialidade de Nefrologia da Ordem dos Médicos afirmou que os cuidados médicos nesta área estão ao nível dos melhores a nível mundial e que é preciso manter a qualidade, apurou a agência Lusa.
 
"O objetivo fundamental nesta altura é manter o nível, pois é fundamental que não se perca tudo o que se conquistou até agora, para se continuar a manter a modernidade e assimilar as novas técnicas que possam surgir", salientou José Diogo Barata.
 
Ainda segundo José Diogo Barata, os últimos 30 anos levaram a nefrologia portuguesa "a um nível fantástico em termos internacionais, de cobertura, da qualidade de tratamento aos doentes e da doença renal crónica".
 
O presidente do Colégio da Especialidade de Nefrologia da Ordem dos Médicos disse que é preciso "apostar sempre na boa formação, manter os níveis dos hospitais, com boas condições de trabalho, boas capacidades de manter a nefrologia e a formação nos maiores níveis nacionais e internacionais, como se conseguiu ao longo destes anos".
 
"Em termos internacionais, a formação em nefrologia é das melhores que se pode obter em termos mundiais e isso está garantido", sublinhou o médico, reiterando que é fundamental "manter atualizado este espírito de permanente ligação às coisas novas que aparecem e deixarmos que os jovens que vão aparecendo, que são seguramente de grande qualidade, consigam desabrochar e manter o nível que a nefrologia atingiu atualmente".
 
"Nos transplantes, Portugal está entre os 10 primeiros e já foi o quarto do mundo em transplantes por milhão de habitantes, e o território e a distribuição da nefrologia ao nível nacional é perfeito, não há lista de espera em nada", sublinhou o médico Mário Campos, que dirigiu o serviço de Nefrologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) entre 2001 e 2016 e que foi homenageado no Dia Mundial do Rim.
 
O ex-diretor do serviço de Nefrologia dos CHUC disse ainda que, naquela especialidade, tudo o que não é público é convencionado, "não é privado", salientando que a tecnologia da diálise e os medicamentos que têm surgido ao nível do transplante renal originaram uma qualidade de vida "muito grande" do doente renal.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.