Necessidade de médicos especialistas vai diminuir em 2025

Estudo da Universidade de Coimbra

18 setembro 2013
  |  Partilhar:

Em 2025 vão ser necessários menos 400 médicos especialistas, o que significa que todos os anos se formam 32 que não deverão ter emprego, dá conta um estudo realizado a pedido da Ordem dos Médicos.
 

O estudo intitulado “O Estudo de Evolução Prospetiva de Médicos no Sistema Nacional de Saúde (SNS)” e realizado Universidade de Coimbra sugere uma “ligeira redução do número de médicos necessários para suprir as necessidades de funcionamento do sistema de saúde em 2025”.
 

O documento, ao qual a agência Lusa teve acesso, refere que em 31 de dezembro de 2011 encontravam-se afetos ao SNS, no território continental, 24.995 médicos, representando 58 por cento do total de médicos habilitados ao exercício da medicina em Portugal. O número de médicos afetos ao SNS passou de 22.850 para 24.995 entre 2002 e 2011, o que representa um aumento líquido de 9,4 por cento destes profissionais.
 

De acordo com os dados apurados, os médicos de nacionalidade portuguesa representam mais de 93% dos profissionais do SNS, sendo as outras nacionalidades mais significativas a espanhola, os profissionais dos PALOP e do Brasil.
 

Relativamente aos especialistas com mais de 50 anos, o documento refere que “a generalidade das especialidades encontra-se bastante envelhecida”.
 

Apenas seis especialidades - angiologia/cirurgia vascular, medicina nuclear, nefrologia, neurorradiologia, oncologia médica e reumatologia – apresentam um número de especialistas com idades até aos 49 anos superior a 50% do total.
 

O cenário traçado neste estudo foi calculado a partir de uma projeção que teve por base o número de inscritos pela primeira vez no ano letivo de 2010/2011 e que resulta num total acumulado de 26.600 diplomados em 2025.
 

Numa segunda projeção, que teve em conta o número global de vagas, o estudo aponta para um total de 27 mil diplomados em medicina, o que se traduz num excesso de 400 diplomados, ou seja, 32 diplomados a mais por ano do que as necessidades atuais.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.