Natal em tempo de crise mas com felicidade

Dicas para superar e viver a época da melhor maneira

23 dezembro 2011
  |  Partilhar:

Devido à crise económica que se vive no país, a época das Festas pode ser bastante diferente para muitas famílias. Cada vez menos pessoas parecem ter recursos para gastar em prendas, festas e extravagâncias. As famílias começam a cortar nos gastos, preocupadas com a insegurança laboral e os idosos, preocupados com a reforma.

 

No portal da internet, a American Psychological Association dá alguns conselhos para ultrapassarmos, de um modo positivo, a situação, que também tem assolado os EUA. "É normal sentirmo-nos confrangidos durante a época das Festas. A pressão para ter um Natal e um Réveillon perfeitos pode ser excessiva”, disse, em comunicado de imprensa, Katherine Nordal, directora executiva para a prática profissional da APA.

 

"É importante pôr as coisas em perspectiva e perceber que o materialismo das Festas não é o verdadeiro espírito da época. É uma época da família e da união e não dos enfeites e dos presentes."

 

O stress provocado pela crise económica e os custos crescentes com a alimentação, luz e a renda da casa pode deixá-lo especialmente vulnerável e aumentar a ansiedade durante a época festiva. Contudo, é importante ver a actual situação económica como uma oportunidade para melhorar o seu bem-estar psicológico. Lembre-se, por exemplo, que há passos conscientes a tomar para evitar o stress e usufruir da época.

 

A American Psychological Association dá algumas dicas:

 

1. Tire um tempo para si - pode haver pressão fazer tudo para e por todos. Lembre-se que você é apenas uma pessoa e só pode fazer certas coisas. Às vezes, cuidar de si é a melhor coisa que pode fazer- os outros  beneficiarão quando está livre de stress. Faça uma longa caminhada, receba uma massagem ou tenha tempo para ouvir a sua música favorita ou ler um livro novo. Todos nós precisamos de algum tempo para recarregar as nossas baterias, abrandando teremos mais energia para realizar os objectivos.

 

2. Voluntariado - Muitas organizações de caridade também sofrem durante este período de recessão económica. Contacte uma instituição de caridade perto da sua casa, onde você e a sua família possam ajudar. Além disso, doar coisas que já não utiliza e ajudar aqueles que estão a viver na pobreza, pode ajudar a colocar tudo em perspectiva.

 

3. Tenha expectativas realistas – Nem o Natal, nem outras celebrações, são perfeitas; cometemos erros e devemos vê-los como oportunidades para demonstrar a nossa flexibilidade e resiliência. Uma árvore de natal torta ou um peito de peru queimado no forno não vão estragar a sua alegria, pelo contrário, vai ser um momento para lembrar em família. Se a lista de presentes dos seus filhos está fora de seu orçamento, fale com eles sobre as finanças familiares e lembre-lhes, este ano, que o Natal não é feito de prendas caras.

 

4. Lembre-se do que é importante - A publicidade que nos rodeia nos meios de comunicação pode fazer-nos esquecer o que é realmente o Natal. Quando a sua lista de despesas for maior do que o seu orçamento mensal, reflicta e lembre-se que o que faz uma grande festa é a família, e não as prendas, decorações elaboradas ou comida gourmet.

 

5. Procure apoio - Fale sobre a sua ansiedade com os seus amigos e familiares. Falar sobre o que sente pode ajudá-lo a conduzir na direcção a uma solução para resolver o seu stress. Se continuar a sentir-se deprimido, considere consultar um profissional, para ajudá-lo a lidar com o stress.

 

Feliz Natal!

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.