Nascimentos continuam a diminuir

Dados do rastreio neonatal

21 setembro 2012
  |  Partilhar:

O número de nascimentos em Portugal continuia a diminuir. No final de Agosto agosto registavamou-se menos 5.235 nascimentos do que em igual período do ano passado, de acordo com dados do rastreio neonatal.
 

A responsável da Unidade de Rastreio Neonatal do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), Laura Vilarinho, revelou à agência Lusa que ao final de agosto, tinham nascido 59.603 crianças.
 

Nos primeiros oito meses do ano passado, o número de nascimentos foi de 64.838, o que indica uma diminuição de 5.235 crianças.
 

Para Laura Vilarinho esta descida é “brutal”, acentua a diminuição de nascimentos que tem vindo a registar-se nos últimos anos.
 

Em 2011, a barreira dos 100 mil nascimentos não foi ultrapassada em Portugal, situando-se nos 97.200. Laura Vilarinho acredita que, a continuar esta tendência de diminuição, dificilmente os nascimentos irão muito além dos 90 mil este ano.
 

Esta contabilidade é feita através do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecido como o “teste do pezinho” e que consiste no rastreio a 25 doenças através de uma amostra de sangue. A amostra de sangue é colhida no pé da criança entre o seu terceiro e sexto dia de vida.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.