Nanopartícula identifica e trata artéria entupida

Estudo publicado na revista PNAS

26 janeiro 2010
  |  Partilhar:

Nanopartículas injectadas na corrente sanguínea conseguem transportar fármacos que vão reparar apenas as artérias danificadas, sem a necessidade de uma intervenção cirúrgica, refere um estudo publicado na revista PNAS (Proceedings of the National Academy of Sciences).

 

A nova tecnologia foi desenvolvida por investigadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA, e pode revolucionar o tratamento das doenças cardíacas, mas, por enquanto, só foi testada em ratinhos.

 

A nova tecnologia consiste em esferas de 60 nanómetros - 100 vezes mais pequenas que um glóbulo vermelho. Cada esfera contém fragmentos de proteínas capazes de se ligar à superfície danificada das artérias doentes.

 

Segundo o estudo, essas pequenas esferas combatem o entupimento das artérias, aumentando a eficácia do tratamento de doenças que podem conduzir ao enfarte do miocárdio.

 

Actualmente, o tratamento consiste na introdução de uma espécie de pequeno balão que força a reabertura dos vasos sanguíneos para que possa ser implantado na artéria entupida um pequeno tubo, chamado “stent”.

 

Contudo, muitas vezes esse processo provoca um rápido crescimento do tecido que rodeia o stent, o que pode conduzir a um novo bloqueio da artéria.

 

Segundo os cientistas do MIT, esta nova tecnologia oferece uma abordagem com grande precisão, dado que as nanopartículas conseguem identificar com exactidão o local a tratar e possuem também uma acção farmacológica prolongada até 12 dias.

 

De acordo com Robert Langer, líder da investigação, no futuro um método similar a este poderá ser usado em todos os casos em que um tecido celular esteja comprometido, incluindo alguns tipos de cancro e doenças inflamatórias.

 

Os especialistas advertem, contudo, que ainda podem ser necessários vários anos até que a técnica comece a ser testada no homem.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.