Nalmefeno pode tratar jogadores compulsivos

Trabalho divulgado no American Journal of Psychiatry

14 março 2006
  |  Partilhar:

Uma equipa de investigadores da Escola de Medicina da University of Minneapolis, EUA, testou, com sucesso, os efeitos do nalmefeno, uma substância química habitualmente utilizada no tratamento de alcoólicos, em jogadores compulsivos. Para o estudo, publicado na edição de Fevereiro da American Journal of Psychiatry, os investigadores recrutaram 207 jogadores compulsivos e dividiram-nos em quatro grupos. Durante 16 semanas, os três primeiros grupos receberam respectivamente doses diárias de nalmefeno de 25mg, 50mg e 100mg, enquanto o quarto grupo foi tratado com placebo. Paralelamente, a equipa coordenada pelo médico Jon Grant avaliou, numa escala adaptada especialmente para o estudo, a evolução da dependência dos pacientes ao jogo. Os resultados revelaram que entre os pacientes que tomaram 25mg de nalmefeno por dia, 59% tiveram uma redução no grau de dependência, enquanto no grupo do placebo o mesmo aconteceu apenas em 34% dos jogadores. Nos grupos que tomaram 50mg e 100mg de nalmefeno também houve uma redução da dependência, mas acompanhada por fortes efeitos secundários, tais como náuseas, vómitos e insónia. MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.