Na luta contra a falta de órgãos

Programa integra programa europeu

10 dezembro 2004
  |  Partilhar:

Sete países europeus, entre os quais Portugal, lançaram esta semana em Paris o programa Alliance-O, que visa lutar contra a falta de órgãos para transplante através da identificação e aplicação das práticas mais eficazes em cada país.
 

 

 

 

 

 

O objectivo deste programa, financiado em dois milhões de euros pela Comissão Europeia, é coordenar os programas de investigação nacionais e regionais dos sete países e avaliar os resultados obtidos.
 

 

 

 

 

 

Além de Portugal, estão neste grupo Espanha, França, Alemanha, Hungria, Itália e Reino Unido, que vão trabalhar sobre questões como o recenseamento de doadores potenciais, as regras de atribuição de órgãos e a segurança e qualidade destes órgãos.
 

 

 

 

 

 

Uma das principais preocupações dos responsáveis das instituições que integram esta plataforma é aumentar o número de órgãos doados, que varia de país para país e que está ainda longe de satisfazer todos os pedidos.
 

 

 

 

 

 

Com 19 doações por milhão de habitantes, Portugal é o segundo país com melhor taxa de angariação de órgãos, atrás da Espanha, que lidera com 34 doações por milhão de habitantes, segundo os dados facultados hoje.
 

 

 

 

 

 

Muito atrás está, por exemplo, o Reino Unido, onde se registam em média apenas 12 doações por milhão de habitantes, e que poderá, através deste programa, melhorar o seu rácio aproveitando a experiência da Espanha.
 

 

 

 

 

 

Fonte: Jornal de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.