Na estrada: Medicamentos + Álcool = «Equação de risco»

Associação Nacional das Farmácias lança campanha de alerta

28 abril 2005
  |  Partilhar:

 

A Associação Nacional das Farmácias (ANF) arrancou quinta-feira com uma campanha de alerta sobre os riscos para a condução que representam alguns medicamentos, sobretudo quando associados aos consumo de álcool, intitulada «Equação de risco».
 

 

A iniciativa implicou a distribuição de cartazes e folhetos sobre a matéria pelas cerca de 2.500 farmácias sócias da ANF e vai decorrer até 05 de Maio, associando-se à Presidência Aberta que o Presidente da República, Jorge Sampaio, inicia domingo sobre a sinistralidade rodoviária.
 

 

Nas farmácias vai estar disponível uma lista de cerca de 200 substâncias activas de medicamentos que podem alterar a capacidade de condução, e cuja acção é potenciada pela ingestão de bebidas alcóolicas.
 

 

Entre estes medicamentos contam-se analgésicos (provocam sonolência e vertingens), ansiolíticos, hipnóticos e sedativos (a condução é desaconselhada nas primeiras horas após a administração), antidepressivos, antiparkinsónicos (podem causar sonolência repentina), antipsicóticos, anti-histamínicos (fármacos para as alergias que podem provocar tonturas e sonolência), antidiabéticos, anti-hipertensores e alguns medicamentos oftalmológicos, que podem alterar a capacidade visual.
 

 

Segundo a ANF não existam estatísticas ou estudos em Portugal que dêem conta do número de acidentes rodoviários provocados pela utilização de medicamentos associada ao consumo de álcool. No ano passado, segundo a campanha da ANF, os acidentes de viação provocaram 1.124 mortos e 4.121 feridos graves.
 

 

A campanha inclui ainda a distribuição de alcoolímetros nas farmácias, à venda por um euro, e que vão passar a ser vendidos por estes estabelecimentos após o fim da iniciativa.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.