Mutilação genital feminina

ONU lança campanha

03 novembro 2014
  |  Partilhar:

A excisão feminina deveria terminar num no período de uma geração, alertou o secretário-geral da ONU que lançou uma campanha mundial, em parceria com o jornal britânico Guardian, uma campanha mundial contra esta prática que atinge dezenas de milhões de mulheres.
 

“A mutilação das jovens e mulheres deve terminar no período de uma geração, na nossa geração”, disse Ban Ki-moon. O responsável apelou aos homens e aos jovens para que “apoiem o combate às mutilações genitais femininas (MGF)”.
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que a mutilação genital feminina – ou excisão – consiste na remoção parcial ou total dos órgãos genitais externos femininos (clitóris, pequenos e grandes lábios).
 

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância e Juventude (UNICEF), a excisão é realizada principalmente em crianças e adolescentes, mas em certos países é feito feita mesmo em bebés com menos de um ano.
 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) registou mais de 125 milhões de vítimas da excisão em 29 países da África e Oriente Médio. A UNICEF referiu também que esta é uma prática em crescimento também na Europa, Austrália, Canadá e Estados Unidos, nomeadamente entre os imigrantes africanos e do Médio Oriente.
 

A campanha contra a excisão foi inicialmente lançada no Reino Unido por uma jornalista do The Guardian, Maggie O´Kane, que revelou que cerca de 20 mil jovens foram expostas a estas mutilações no Reino Unido.
 

Ban Ki-moon decidiu agora apoiar estes esforços, apelando aos jornalistas para incentivarem a luta contra a excisão. “As coisas podem mudar se os 'media' tiverem uma atenção sustentada às consequências nefastas (das mutilações) em termos de saúde pública e às violações dos direitos de centenas de milhares de mulheres e jovens em todo o mundo”, disse Ban Ki-moon.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.