Mutações genéticas implicadas nas infecções micóticas

Estudos publicados no "New England Journal of Medicine"

18 novembro 2009
  |  Partilhar:

Foram identificadas mutações genéticas que ajudam a explicar a presença de infecções micóticas recorrentes em algumas mulheres, de acordo com dois estudos publicados no “New England Journal of Medicine”.

 

As infecções micóticas, geralmente causadas pelo fungo Candida albicans, surgem de desequilíbrios na flora interna do organismo, sobretudo no tracto vaginal, mas também podem afectar as unhas, boca e fluxo sanguíneo.

 

Investigadores da Radboud University Nijmegen, na Holanda, focaram a sua pesquisa em populações pequenas e muito específicas, com infecções extremas. As descobertas trazem novos dados sobre estas doenças muito comuns, que atingem sobretudo as mulheres.

 

No estudo, liderado por Bart Jan Kullberg, foi examinada uma mulher e as suas três irmãs que apresentavam infecções micóticas vaginais recorrentes. Foi descoberto que as células imunitárias não reagiam normalmente quando enfrentavam a Candida.

 

"Nem ela nem as suas irmãs tinham outras infecções graves ou recorrentes, o que revelava que essa mutação (no gene Dectin-1) era muito específica e só afectava a susceptibilidade às infecções por Candida – e não por outros microrganismos – e apenas nas mucosas e não na corrente sanguínea. Ainda para mais, esta jovem era perfeitamente sã”, explicou o cientista em comunicado de imprensa enviado pela universidade.

 

Noutro estudo, os investigadores avaliaram 36 membros de uma extensa família iraniana, em que alguns dos elementos apresentavam predisposição para contrair infecções micóticas. Três morreram durante a adolescência, sendo que duas mortes foram decorrentes de infecções micóticas invasivas no cérebro. Desta vez, os cientistas descobriram que o responsável era uma mutação no gene Card9, que também está relacionado com o sistema imunitário.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.