Música pode ajudar na recuperação de doentes?

Investigadora espanhola procura respostas científicas

29 julho 2009
  |  Partilhar:

Será que a música nos hospitais pode favorecer a cura dos pacientes? É para esta pergunta que a médica e musicoterapeuta Neysa Navarro, da Universidade de Valladolid, em Espanha, tenta encontrar resposta através da análise das células estaminais do cérebro de um embrião de rato.

 

A equipa liderada por Neysa Navarro tem medido a influência de três parâmetros ¿ música, silêncio e ruído ¿ numa quantidade determinada de células para averiguar se elas se reproduziram mais ou menos, se morreram ou se os seus neurónios sofreram alterações.

 

Ainda sem dados concretos, porque a investigação está em fase de validação de resultados, Neysa Navarro acentuou, em declarações citadas pelo jornal espanhol “La Província”, que as imagens obtidas mostram que "o número de células positivas e a sua forma é totalmente diferente quando submetidas a música, ruído ou silêncio".

 

A investigadora adiantou ainda que os resultados do estudo poderão ajudar, de facto, a conhecer como é que o ruído afecta os seres humanos e a perceber se a música pode ou não ser benéfica na recuperação de doenças.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.