Música ajuda bebés prematuros

Estudo publicado na revista “Pediatrics”

18 abril 2013
  |  Partilhar:

A música, especialmente a de embalar, melhora a frequência cardíaca e a respiração dos bebés prematuros que estão internados nas unidades de cuidados intensivos neonatais, dá conta um estudo publicado na revista “Pediatrics”.
 

Neste estudo, os investigadores do Beth Israel Medical Center, nos EUA, contaram com a participação de 272 bebés prematuros provenientes de unidades de cuidados intensivos neonatais de 11 hospitais distintos. Os bebés nasceram perto das 32 semanas de gravidez..

No estudo, os musicoterapeutas utilizaram dispositivos que emitiam o som das ondas e dos batimentos cardíacos que os bebés ouviam no ventre materno, em combinação com padrões cardíacos e respiratórios dos bebés. Os bebés foram expostos a estes sons três vezes por semana, durante um período de duas semanas.
 

Os terapeutas e os pais também cantavam músicas de embalar escolhidas por estes últimos, ou quando os pais não tinham nenhuma preferência era cantada uma música de embalar conhecida. O estudo apurou que os bebés expostos à musicoterapia apresentavam melhorias no que diz respeito aos padrões de sono e à alimentação. O som das ondas também melhorou os níveis de oxigenação, bem como os estados de alerta e de sono.
 

Os investigadores também constataram que a perceção do stress pelos pais no ambiente dos cuidados intensivos também diminuiu. “Muitas destas unidades são barulhentas, as pessoas colocam música de embalar aleatoriamente a tocar”, revelou, em comunicado de imprensa, uma das autoras do estudo, Joanne Loewy.
 

De acordo com esta investigadora, as canções de embalar gravadas não têm o mesmo efeito terapêutico que as cantadas pela voz dos pais. Por outro lado, Joanne Loewy refere que estas canções de embalar também aumentam significativamente a ligação afetiva entre o bebé e os pais, especialmente no caso de estas serem escolhidas pela família.
 

A investigadora conclui que este e outros estudos sugerem que não é necessariamente benéfico para os prematuros crescerem escondidos numa incubadora.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.