Músculos de vacas não têm priões

Novo estudo não detecta proteínas que provocam doença das vacas loucas

28 março 2002
  |  Partilhar:

As autoridades francesas revelaram ontem os resultados de testes feitos a vários animais, para tentar determinar se os priões - as proteínas infecciosas das encefalopatias espongiformes como a doença das vacas loucas - podem concentrar-se nos músculos e contaminar os seres humanos que os consomem. Os resultados foram negativos, anunciou a Agência Francesa para a Segurança Sanitária dos Alimentos (AFSSA). O número de animais testados foi, porém, muito pequeno.
 

 

Estes exames vêm na sequência da publicação, no passado dia 18, de um estudo feito por Stanley Prusiner, galardoado com o prémio Nobel da Medicina em 1997, em que o investigador norte-americano relatou a observação do agente infeccioso nos músculos dos ratinhos. O anúncio de que era possível os priões concentrarem-se nos músculos foi recebido com alguma apreensão por parte das autoridades sanitárias, já que estes tecidos - de onde se obtêm os bifes - são os mais consumidos.
 

 

Veja mais no: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.