Mundo vai enfrentar graves cheias em 2050

ONU publica relatório

15 junho 2004
  |  Partilhar:

 

 

O numero de pessoas afectadas pelas cheias vai duplicar nos próximos 50 anos, chegando aos dois mil milhões, segundo um relatório da ONU publicado parcialmente esta segunda-feira na BBC. Com base num estudo realizado pela Universidade da ONU em Tóquio, dentro de meio século o planeta ficará mais quente e mais húmido, o que originará mais tempestades.
 

Segundo este relatório, as pequenas ilhas e as regiões costeiras serão as mais afectadas, particularmente na Ásia. A ameaça, segundo este estudo, advém do aumento do nível dos mares, a desflorestação progressiva e o crescimento populacional.
 

Segundo este relatório, estima-se que actualmente mil milhões de pessoas (um sexto da população mundial) vivem ameaçadas por situações de grandes inundações, sendo que destes, os que estão em maior risco encontram-se nos países menos desenvolvidos.
 

As cheias são responsáveis pela morte de cerca de 25 mil pessoas por ano, sendo que as maiores foram registadas nos anos 50 (seis), nos anos 60 (sete), na década de 70 (oito), nos anos 80 (18) e 26 graves inundações nos anos 90.
 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.