Mulheres que têm mais filhos envelhecem mais lentamente

Estudo publicado na revista “PLOS One”

13 janeiro 2016
  |  Partilhar:

O número de filhos influencia o modo como as mulheres envelhecem. O estudo publicado na revista “PLOS One” constatou que as mulheres que dão à luz mais filhos têm telómeros mais longos.
 

Os telómeros são estruturas complexas localizadas nas extremidades dos cromossomas que protegem a sua estabilidade. Os telómeros encurtam a cada divisão celular, perdendo gradualmente as suas funções protetoras. Telómeros mais longos são essenciais para a replicação celular e estão associados à longevidade.
 

Estudos anteriores realizados em animais sugeriram que o comportamento reprodutivo mais elevado estava associado a um envelhecimento biológico acelerado. Contudo, o estudo liderado por Pablo Nepomnaschy e Cindy Barha vem contradizer esta teoria.
 

Para o estudo, os investigadores da Universidade do Canadá, contaram com a participação de 75 mulheres de duas comunidades vizinhas da Guatemala, tendo avaliado o número de crianças que as mulheres tinham dado à luz entre 2000 e 2013. O comprimento dos telómeros foi medido no início e no fim do estudo que teve uma duração de 13 anos.
 

O estudo apurou que as mulheres que, ao longo dos 13 anos, tinham dado à luz um maior número de filhos apresentavam telómeros mais compridos que aquelas que tinham tido menos filhos. Os resultados mantiveram-se inalterados mesmo após os investigadores terem tido em conta fatores que poderiam influenciar os resultados, nomeadamente, idade, idade na altura do primeiro nascimento, idade em 2013 e estilo de vida.
 

 

“A nossa análise demonstra que o aumento do número de filhos ao longo dos 13 anos atenuou a diminuição dos telómeros, o que sugere que, na nossa população de estudo, ter mais filhos pode diminuir o ritmo de envelhecimento celular”, referiram os investigadores.

Na opinião de Pablo Nepomnaschy, os resultados podem ser explicados pelo aumento da hormona estrogénio que surge durante a gravidez. O estrogénio é um antioxidante potente que protege as células contra o encurtamento dos telómeros.
 

Além disso, o investigador refere que o ambiente social pode desempenhar um papel importante na associação entre o número de filhos que uma mulher tem e o ritmo de envelhecimento. De acordo com o estudo, as mulheres com vários filhos tiveram um maior apoio social da família e dos amigos.
 

"Um maior apoio conduz a um aumento na quantidade de energia metabólica que pode ser alocada à manutenção do tecido, atrasando assim o processo de envelhecimento", conclui o investigador.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.