Mulheres portuguesas estão entre as que vivem mais anos com menos saúde

Resultado de estudo da OCDE

27 novembro 2018
  |  Partilhar:
Portugal está entre os países europeus com maior esperança de vida à nascença, mas as mulheres portuguesas são das que apresentam maior percentagem de anos vividos com pouca saúde ou limitações físicas, divulgou a agência Lusa.
 
Os resultados constam do relatório anual sobre saúde na Europa da OCDE – "Health at a Glance", onde Portugal surge ligeiramente acima da média europeia quanto à esperança de vida à nascença, que, em 2016, se situava em 81,3 anos (mais três meses que a média).
 
Como na generalidade dos países, em Portugal as mulheres apresentam valores mais elevados de esperança de vida à nascença (84,3 anos). Contudo, quase um terço dos anos vividos pelas mulheres em Portugal são-no com limitações de saúde.
 
Aos 65 anos, as mulheres portuguesas têm uma esperança de vida ainda de 21,8 anos, mas 71% deles serão vividos com limitações.
 
É uma das percentagens mais altas de anos vividos com limitações físicas do conjunto de 28 países da União Europeia, cuja média é de 53% de anos de vida com menos saúde a partir dos 65 anos.
 
No caso dos homens, aos 65 anos os portugueses apresentam uma esperança média de vida de mais 18 anos, sendo que 57% serão vividos com limitações físicas ou de saúde, quando a média europeia é de 46%.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar