Mulheres obesas têm mais asma

O sexo feminino tem quase o dobro do risco em desenvolver asma, uma situação que não se verifica nos homens obesos.

24 junho 2001
  |  Partilhar:

Mulheres obesas correm quase o dobro do risco em desenvolver asma comparativamente às que possuem um peso normal, relataram investigadores canadianos durante o Congresso de Epidemiologia de 2001, realizado na semana passada em Toronto.
 

 

 

O mesmo não acontece com o sexo masculino. Segundo o estudo apresentado, não existe ligação entre obesidade e risco de asma nos homens.
 

 

 

Yue Chen, professor de epidemiologia da Universidade de Ottawa, e colaboradores acompanharam novos casos de asma entre 4.266 homens e 4.883 mulheres ao longo de dois anos. Durante o estudo, 1,6 por cento dos homens e 2,9 por cento das mulheres desenvolveram asma.
 

 

 

“Mudanças médias no índice de massa corporal e peso corporal durante o período de dois anos de observação foram relativamente pequenas e não foram associadas à incidência de asma”, referiram os investigadores.
 

 

 

O índice de massa corporal (IMC) é uma medida de peso relativo à altura que é usada para determinar se uma pessoa tem peso normal ou não. Pessoas com um IMC superior a 25 são consideradas acima do seu peso, enquanto aquelas com um IMC acima de 30 são obesas.
 

 

 

Chen disse à Reuters Health que independentemente da idade, as mulheres com um IMC de pelo menos 30 estavam cerca de duas vezes mais propensas a desenvolver asma do que as com um IMC normal.
 

 

 

Ao contrário, os homens obesos não estavam significativamente mais propensos a desenvolver asma do que os homens com peso normal.
 

 

 

Estes são dados já referidos em estudos anteriores, os quais já tinham relacionado obesidade a um risco maior de asma em mulheres canadianas, embora não houvesse sido constatado o mesmo entre os homens.
 

 

 

A conclusão desta investigação necessita, no entanto, de mais estudos que comprovem estes mesmos dados. Continua ainda por saber a interacção entre predisposição genética e asma, o que explica aproximadamente 40 por cento dos casos desta doença, e obesidade, acrescentou o investigador.
 

 

Adaptado por: Paula Pedro Martins
 

 

 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

 

Fonte: Reuters

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.