Mulheres em minoria na Urologia e homens na Enfermagem Obstetrícia

Dados portugueses apresentam discrepâncias

30 junho 2007
  |  Partilhar:

 

O sexo dos estudantes de Medicina e Enfermagem condiciona a escolha de especialidades, pelo que, apesar de uma evolução nos números nos últimos anos, continua a haver poucos homens na Enfermagem Obstétrica e poucas médicas Urologistas.
 

 

Números mais recentes da Ordem dos Enfermeiros, citados pela agência Lusa, indicam haver 9.619 homens e 41.548 mulheres na profissão em Portugal: na especialidade de Saúde Materna e Obstétrica a predominância das mulheres é ainda maior: num universo de 1.725 profissionais há apenas 80 homens.
 

 

Em Medicina, as discrepâncias entre os sexos invertem-se na área da Urologia, na qual a Ordem dos Médicos registou seis mulheres num total de 321 especialistas no final do ano passado.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.