Mulheres com doença cardíaca mal diagnosticadas

Estudo do Euro Heart Survey

02 outubro 2005
  |  Partilhar:

 

 

As mulheres com sintomas ou problemas cardíacos não são tratadas com o mesmo cuidado que os homens com as mesmas queixas, revela um estudo europeu recentemente apresentado em Estocolmo, Suécia. O Euro Heart Survey foi realizado em vários países europeus a partir dos exames feitos em 3779 doentes de 32 países.
 

 

Apesar de elas terem menos probabilidade de sofrer de problemas cardíacos, têm menos 40 por cento de hipótese de ver o médico receitar-lhes uma angiografia, exame que detecta obstruções nas coronárias. Mesmo com um diagnóstico positivo, as doentes continuam a ter menos probabilidade de beneficiar de tratamento.
 

 

Os dados revelam que as mulheres que se queixam de dores na região do tórax têm menos 20 por cento de probabilidade de serem auscultadas pelos médicos, o primeiro passo para se diagnosticar um problema cardíaco.
 

 

O mais preocupante, segundo o estudo, "é que ao longo de um ano de acompanhamento , as mulheres com angina de peito ou com dificuldades vasculares tinham duas vezes mais probabilidades de ser vítimas de um ataque cardíaco do que os homens ".
 

 

Fonte: Público
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.