Mulher submetida a transplante facial sofre rejeição

Médicos afirmam que situação está controlada

19 janeiro 2006
  |  Partilhar:

 

 

Médicos franceses que realizaram o primeiro transplante parcial de rosto, em 30 de Novembro, em Lyon, informaram esta semana que a paciente sofreu uma rejeição de tecidos, o que pode vir a afectar a sua aparência. Segundo a equipa médica, no entanto, a mulher está a recuperar e ainda deve ser submetida a mais cinco cirurgias.
 

 

A paciente, de 38 anos, recebeu um novo nariz, lábios e queixo após ter sido atacada por um cão. "A doente já consegue engolir e comer, o que era impossível antes da cirurgia. E também está muito feliz", afirmou Jean Michel Dubernard, chefe da equipa de cirurgiões plásticos responsáveis pelo transplante pioneiro.
 

 

Segundo o relato de Dubernard, durante uma conferência médica nos Estados Unidos, cerca de três semanas depois da operação, começaram as suspeitas de que a paciente teria uma infecção. Mas uma biopsia mostrou, no entanto, que o sistema imunitário estava a rejeitar o novo rosto.
 

 

Os médicos estão agora a tratar o problema com doses maciças de fármacos para evitar a rejeição. Cremes com a medicação são aplicados periodicamente nas áreas transplantadas. De acordo com Dubernard, o problema está sob controlo.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

 

 

 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.