MP acusou pelo menos 17 médicos de prescrição desadequada de medicamentos
10 outubro 2001
  |  Partilhar:

Pelo menos 17 médicos foram acusados, dois dos quais já condenados, por terem prescrito medicamentos desadequados ao diagnóstico, segundo investigações do Ministério Público (MP) iniciadas com base num relatório da Inspecção-Geral da Saúde.
 

 

Segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), o maior número de casos verificou-se em Coimbra, onde, além de 12 acusados (10 em processo comum singular e dois em comum colectivo), existe ainda um condenado e «quatro suspensões provisórias do processo».
 

 

Também dois médicos de Lisboa e outros dois do Porto são acusados pelo MP da prática de prescrição desadequada ao diagnóstico.
 

 

As investigações levaram ainda - segundo a PGR - a que uma outra pessoa fosse acusada, julgada e condenada no distrito de Évora, tendo o MP recorrido da pena para o Tribunal da Relação de Évora.
 

 

Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.