Mostarda corta avanço do cancro da bexiga

Estudo publicado no sítio “Environmental Health News”

24 março 2011
  |  Partilhar:

Um composto abundante na mostarda, rábano e wasabi mostrou-se capaz de bloquear o crescimento do cancro da bexiga num terço dos roedores doentes e impediu, quase por completo, o aparecimento de metástases, aponta um estudo da Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha, publicado no sítio “Environmental Health News”.  

 

Neste estudo, realizado com ratinhos, foi testada mostarda em pó que contém, naturalmente, o composto isotiocianato de alilo, que se mostrou mais eficaz no controlo do cancro do que a forma purificada. Para este estudo, os investigadores alimentaram os ratinhos com sementes de mostarda em pó (71,5 ou 715 mg / kg de peso corporal) misturado com cerca de 0,5 ml de água, uma vez por dia, durante a fase mais precoce de cancro. O tratamento prolongou-se durante três semanas. Depois disso, os cientistas examinaram as bexigas dos ratinhos. Os animais tratados foram comparados aos animais do grupo de controlo que receberam apenas água.

 

Depois de três semanas de tratamento, as bexigas cancerosas nos animais do grupo de controlo, que não tiveram tratamento, pesavam cinco vezes mais do que as bexigas livres de doença. Os tumores tinham invadido o tecido muscular circundante da bexiga em 71% do tempo. Nos animais tratados com a menor dose de pó de semente de mostarda, o peso do tumor era 35% menor, em média, e não apresentavam invasão muscular. Curiosamente, os roedores alimentados com a dose mais alta apresentaram uma redução menor no crescimento do tumor - apenas 23%. Os resultados mostram que a dose mais baixa foi muito mais eficaz na prevenção da progressão do cancro de bexiga e da invasão dos tecidos circundantes.

 

Apesar de o trabalho não ser conclusivo sobre a aplicação directa dos benefícios da mostarda nos seres humanos, os investigadores acreditam no benefício dos vegetais no combate a este tipo de cancro. Além da mostarda e do rábano, o isoticianato também está presente noutros vegetais como a couve-flor, o repolho, a couve e os brócolos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.