Mosca-da-fruta dá pistas para tratar tumores

Estudo publicado na revista Cell

02 abril 2006
  |  Partilhar:

O crescimento de um tumor maligno pode depender de um só gene. É por essa razão que existem tantas falhas no tratamento tradicional, afirmou o investigador Jürgen Knoblich, do Institute of Molecular Biotechnology of the Austrian Academy of Sience. Após uma série de experiências com cérebros da mosca-da-fruta "Drosophila", cujos resultados foram publicados na revista Cell, o cientista austríaco acredita ter encontrado novas possibilidades para o tratamento de tumores cancerosos no homem. Os estudos desenvolvidos em Viena, ao lado de vários estudos internacionais, registaram paralelos entre as moscas e o ser humano. Os especialistas acham que a falta de um gene denominado de "brat" pode ser responsável pela origem de um tumor maligno. O tratamento convencional baseia-se na destruição das células que se reproduzem rapidamente. Mas isto pode não ser o mais eficaz, uma vez que, segundo o estudo, seria muito mais eficiente destruir certas células-estaminais, que se reproduzem lentamente, mas que são responsáveis pelo desequilíbrio devido a uma falha genética. Os cientistas explicam que cada célula-estaminal produz duas células, uma específica de determinados tecidos, como as do fígado, da pele ou do cérebro, enquanto a outra não é diferenciada e continua a desempenhar o papel de célula-estaminal. Este equilíbrio é regulado por determinados factores de crescimento. Um dos factores mais importantes é o gene "brat" que só é transmitido às células específicas. Quando uma delas é formada sem o "brat", começa a reproduzir-se de forma desgovernada e torna-se cancerígena. Pelo menos, foi o que aconteceu no cérebro da mosca. Os cientistas compararam este procedimento com a tentativa de exterminar as formigas que se infiltram em casa: não basta matar os insectos, o mais eficaz é encontrar a rainha. Segundo explicaram, na altura em que se procuram as células que produzem um cancro cerebral, é preciso encontrar aquela em que falta o gene "brat". MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.