Morte por HIV decresce desde a década de 90

Sida passa a ser doença crónica

08 novembro 2005
  |  Partilhar:

 

O número de óbitos por sida ou outras infecções associadas, como a tuberculose, tem vindo a decrescer desde 1996. Em declarações à imprensa nacional, Vasco Prazeres, da Direcção-Geral da Saúde (DGS), aponta a generalização do uso de retrovirais, a meio da década de 90, como explicação para a descida do número de mortes.
 

 

"Em meados da década de 90 representa a viragem: a sida deixou de ser mortífera para se transformar em doença crónica." Até aí, e no período analisado, entre 1992 e 1996, o relatório da Direcção-Geral da Saúde demonstra ter sido "observada uma subida acentuada da mortalidade por doenças infecciosas e parasitárias". Nos anos seguintes, porém, a tendência foi invertida.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.