Mortalidade por cancro da próstata diminui

Detecção precoce e tratamento hormonal evitam mortes

23 setembro 2003
  |  Partilhar:

A detecção precoce e os tratamentos hormonais reduziram significativamente a taxa de mortalidade por cancro da próstata na Europa Ocidental e na América do Norte nos últimos dez anos, indica um estudo divulgado esta semana.
 

 

Após um lento crescimento nos anos 70 e 80, a taxa de mortalidade da doença baixou um terço desde 1990 na América do Norte e 20 por cento na Europa Ocidental na faixa etária entre os 65 e os 74 anos, segundo Richard Peto, professor de estatísticas médicas da Universidade de Oxford (Reino Unido).
 

 

O cientista apresentava em Copenhaga, num congresso médico europeu, os resultados de 40 anos de investigações sobre esta doença, que mata mais de 200 mil pessoas por ano em todo o mundo.
 

 

Para Richard Peto, responsável por vários estudos de avaliação dos tratamentos e riscos do cancro, a taxa de mortalidade tem baixado graças à detecção precoce, a intervenções cirúrgicas mais rápidas e a melhor radioterapia, mas as vantagens do tratamento hormonal têm sido subestimadas.
 

 

Segundo vários estudos que envolveram cinco mil pacientes, quando os médicos prescreveram tratamentos hormonais imediatamente, em vez de esperarem pela progressão da doença, o risco de morte nos dez anos seguintes baixou um terço.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.