Mortalidade em idosos é a mais elevada da UE

Estudo da Universidade do Porto traça retrato da população

02 outubro 2005
  |  Partilhar:

 

 

Um estudo da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto revela que Portugal é o país da União Europeia com a maior taxa de mortalidade nas pessoas com mais de 65 anos, sobretudo devido a doenças cardiovasculares.
 

 

Apesar disso, apenas 14 em cada 100 idosos portugueses consideram que uma actividade física regular pode ser importante para melhorar a saúde. Das 402 pessoas com idade igual ou superior a 55 anos inquiridas no ano de 2001, numa amostra representativa da realidade nacional, 27 por cento consideram que a ida ao médico é fundamental.
 

 

Evitar o consumo de álcool e reduzir ou abandonar os cigarros foram factores apontados apenas por 26 por cento dos inquiridos.
 

 

O estudo permitiu também identificar aquilo que os idosos mais valorizam quando escolhem a sua alimentação: 38 por cento diz que a escolha tem em conta os efeitos para a saúde, 28 por cento diz escolher por rotina, tal como pelo preço. Há uma minoria de 14 por cento que não se preocupa com o que come ou bebe.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.