Morangos diminuem níveis de colesterol e triglicerídeos

Estudo publicado no “Journal of Nutritional Biochemistry”

28 fevereiro 2014
  |  Partilhar:

O consumo de morangos diminui os níveis do chamado “mau colesterol” ou LDL e os níveis de triglicerídeos, dá conta um estudo publicado no “Journal of Nutritional Biochemistry”.
 

Estudos anteriores já tinham demonstrado a capacidade antioxidante dos morangos, mas neste estudo os investigadores da Universidade Politécnica de Marche, na Itália e da Universidade de Salamanca, em Espanha, concluíram que este fruto também ajuda a diminuir os níveis de colesterol.
 

De forma a chegarem a esta conclusão, os investigadores contaram com a participação de 23 indivíduos os quais consumiram, ao longo de um mês, 500 gramas diárias de morangos. Foram retiradas amostras de sangue antes e no final do estudo.
 

O estudo apurou que a quantidade total de colesterol, os níveis de colesterol, LDL e a quantidade de triglicerídeos diminuiram, 8.78%, 13.72% e 20.8%, respetivamente. O bom colesterol, o HDL, permaneceu inalterado.
 

O consumo deste fruto vermelho também melhorou outros parâmetros como o perfil lipídico geral, os biomarcadores antioxidantes, como a vitamina C ou capacidade de absorção de radicais pelo oxigénio. Foi ainda observado que os morangos melhoraram as defesas anti-hemolíticas e a função das plaquetas. Os investigadores observaram que, 15 dias após os participantes terem interrompido o seu consumo, todos os parâmetros voltaram aos seus valores iniciais.
 

De acordo com o líder do estudo, Maurizio Battino, esta foi a primeira vez que se demonstrou que os compostos bioativos dos morangos desempenham um papel protetor nos marcadores e nos fatores de risco cardiovascular.
 

Apesar de ainda não existir uma evidência direta sobre qual o composto responsável por estes efeitos benéficos, alguns estudos epidemiológicos sugerem que este é provavelmente atribuído ao pigmento que lhes confere a cor vermelha, as antocianinas.
 

Outros estudos também tinham já demonstrado que os morangos protegiam contra a radiação ultravioleta, reduziam os danos que álcool pode ter na mucosa gástrica, fortaleciam os eritrócitos e melhoravam a capacidade antioxidante do sangue.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.