Montelucaste pode potenciar ocorrência de suicídio

FDA investiga ligação em casos registados

30 março 2008
  |  Partilhar:

O fármaco montelucaste, pertencente à classe dos antagonistas dos leucotrienos, está a ser alvo de uma investigação por parte da FDA devido a uma suposta ligação de potenciar a ocorrência de suicídio.
 

 

No site oficial, a Food and Drug Administration (FDA) - a entidade norte-americana que regula a comercialização de fármacos e alimentos – informou, na semana passada, estar a avaliar relatos que informam de mudanças de humor, comportamento suicida e suicídio em pacientes que tomaram o fármaco, utilizado para controlar a Rinite Alérgica e a Asma.
 

 

Um comunicado oficial, emitido pelo laboratório farmacêutico responsável pelo fármaco, a Merck Sharp, alega que a investigação da FDA baseia-se em relatos e não em estudos clínicos - que são a ferramenta-padrão para avaliar a segurança de um fármaco. O laboratório informou que nenhum dos 11 mil voluntários que participaram dos 40 testes do fármaco cometeu suicídio.
 

Nos testes clínicos, os efeitos secundários mais comuns foram dor de cabeça, gripe, dor abdominal e tosse.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.