Monóxido de carbono ajuda no combate aos ataques cardíacos?

A substância em estudo chama-se CORM-3

19 agosto 2003
  |  Partilhar:

O monóxido de carbono é um dos gases liberados por carros, altamente tóxico e letal.
 

 

Mas, os pesquisadores, da Universidade de Sheffield e do Instituto de Pesquisa Médica de Northwick Park, desenvolveram uma substância chamada CORM-3 que liberta uma baixa concentração de moléculas de monóxido de carbono.
 

 

Outros estudos já provaram a presença de moléculas de monóxido de carbono no sistema cardiovascular dos mamíferos – a substância é produzida durante a oxidação da hemoglobina, o pigmento do sangue.
 

 

Segundo os cientistas, as moléculas de monóxido de carbono podem proteger as células do coração da falta de oxigénio e de outros problemas físicos que ocorrem quando uma artéria fica bloqueada – processo que pode levar ao enfarte.
 

 

Nas experiências realizadas, o grupo de pesquisadores desenvolveu células cardíacas em laboratório que, em seguida, eram deixadas sem oxigénio por 24 horas.
 

 

Algumas dessas células eram colocadas numa solução contendo moléculas que produzem o CORM-3; outras células eram simplesmente deixadas para se "recuperarem" naturalmente.
 

 

O estudo mostrou que as células que receberam o CORM-3 se recuperaram melhor que as demais.
 

 

Testes semelhantes foram realizados usando corações de animais, e os resultados também atestaram para o potencial reparador da droga.
 

 

Os cientistas também acreditam que o CORM-3 possa actuar prolongando a vida útil de órgãos para transplantes.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.