Monet, Degas, Renoir...impressionistas por serem míopes

Oftalmologista considera paisagens vagas dos pintores como causa de doença nos olhos

04 maio 2003
  |  Partilhar:

Depois de conhecido o astigmatismo do espanhol El Greco, um oftalmologista australiano concluiu que as paisagens vagas características dos quadros de Monet, Degas ou Renoir se devem, em boa parte, à miopia destes pintores impressionistas.
 

 

Segundo um estudo do professor Noel Dan, publicado no Journal of Clinical Neroscience, as paisagens com manchas, a falta de detalhes e a vivacidade das cores nos quadros de alguns pintores impressionistas poderiam resultar mais de um problema de visão do que de uma interpretação particular do artista.
 

 

A miopia de pintores como Monet, Degas ou Renoir pode explicar o seu reiterado uso de cores específicas, como o vermelho e o azul, em muitas das suas pinturas.
 

 

«Sabemos que muitos pintores dessa época eram míopes: Monet, Degas, Renoir, Cézanne, Pissarro, Matisse, Rodin, entre outros...A origem do impressionismo poderia estar relacionada com a miopia, o que poderia estar na origem de uma visão particular e comum do mundo», escreveu Noel Dan.
 

 

O seu estudo baseia-se na análise de pinturas impressionistas de vários períodos. Os peritos consideram que muitos impressionistas desenvolveram um novo estilo pictórico devido a uma alteração na percepção dos objectos.
 

Dan afirma que alguns dos grandes quadros impressionistas mostram formas desfocadas idênticas à visão de uma pessoa míope.
 

 

O uso reiterado do vermelho por muitos desses artistas coincide, ao que parece, com que a clareza com que os míopes vêem essa cor mais que qualquer outra. «À medida que Renoir envelhecia e a sua miopia aumentava, os seus quadros tinham cada vez mais vermelho», acrescentou.
 

 

«O britânico Turner sofria de cataratas e isso é visível na sua tendência para o vermelho e o castanho e na progressiva perda de detalhe nas suas pinturas, à medida que as cataratas pioravam», explicou este perito.
 

 

E quando Monet começou a sofrer também de cataratas, os seus brancos e verdes foram-se transformando em amarelos e azuis, e as suas imagens parecem cada vez mais esbatidas.
 

 

A conclusão do estudo é que um par de óculos poderia ter mudado completamente a arte pictórica da época.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.