Molécula repara enzima responsável pelo rubor extremo provocado pelo álcool

Estudo publicado na revista "Nature Structural and Molecular Biology"

14 janeiro 2010
  |  Partilhar:

Muitas pessoas de origem asiática apresentam rubor facial após a ingestão de álcool, mesmo que seja em pequenas quantidades. Esta reacção deve-se ao facto de terem a enzima ALDH2 inactiva, o que também as coloca num risco elevadíssimo de desenvolverem cancro do fígado.

 

O que os cientistas da Escola de Medicina da Stanford University, nos EUA, descobriram é que existe uma substância que consegue reactivar a enzima, anulando, assim, os seus feitos nocivos. O estudo, financiado pelos National Institutes of Health (NIH) e liderado por Daria Mochly-Rosen, foi publicado na revista "Nature Structural and Molecular Biology".

 

Depois de ingerido, o álcool percorre o estômago e o intestino e entra na corrente sanguínea, chegando a todos os tecidos do corpo, sendo, por fim, filtrado no fígado. Este órgão transforma-o em acetaldeído e, depois, em ácido acético.

 

A responsável por este processo é a enzima ALDH2. Nas pessoas com a enzima inactiva, essa conversão ocorre de forma muito lenta, o que causa acumulação do acetaldeído, que, além do rubor e mal-estar, pode causar danos no DNA das células, levando ao aparecimento de tumores.

 

A molécula agora descoberta, denominada Alda-1, liga-se à estrutura da ALDH2 inactiva e repara o seu funcionamento. A enzima torna-se então apta a realizar o processo de converter o acetaldeído cancerígeno no inócuo ácido acético.

 

Refere o estudo que cerca de um bilião de pessoas no mundo apresenta a forma inactiva da ALDH2. A maioria vive no leste asiático, onde 40% da população possui esta mutação.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.