Molécula repara danos tumorais

Trabalho publicado no Cancer Cell

24 janeiro 2007
  |  Partilhar:

 

Uma pequena molécula inodora, incolor e relativamente a tóxica, que não está patenteada, nem é propriedade de nenhuma empresa farmacêutica, poderia ser usada para tratar vários tipos de Cancro, aponta um artigo publicado na revista Cancer Cell.
 

 

Um estudo da University of Alberta, Canadá, liderado por Evangelos Michelakis, refere que a molécula dicloroacetato (DCA) causa uma mudança na maioria dos tumores, inclusive dos localizados no pulmão, mama e cérebro.
 

 

A DCA corrigiu danos na mitocôndria (órgão das células onde ocorre a respiração celular) causados pelas células cancerosas, tendo-se verificado uma "diminuição significativa do crescimento do tumor, tanto em análises laboratoriais, quanto em animais".
 

 

Além disso, a DCA não afectou os tecidos saudáveis, ao invés do que acontece com a Quimioterapia. "Uma das coisas realmente interessantes deste composto é que pode tratar muitas formas diferentes de tumores porque todas as formas de cancro suprimem a função da mitocôndria", explicou Michelakis.
 

 

A pequena molécula é facilmente absorvida pelo corpo e pode chegar a áreas que outros fármacos não podem, o que permitiria, por exemplo, tratar tumores cerebrais, reforçam os cientistas no estudo apresentado.
 

 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.