Modo de prevenção da transmissão do VIH foi a descoberta mais revelante de 2011

Estudo eleito pela “Science”

02 janeiro 2012
  |  Partilhar:

A revista “Science” elegeu como a sendo a descoberta mais relevante de 2011, o estudo que demostrou que a toma de medicamentos antirretrovirais previne a transmissão do VIH entre casais heterossexuais.

 

“O ensaio HPTN 052 mostrou claramente que os medicamentos antirretrovirais podem não só tratar como também evitar a transmissão da infeção por VIH entre casais heterossexuais”, revelou, em comunicado de imprensa, o diretor do National Institute of Allergy and Infectious Diseases, Anthony S. Fauci.

 

O estudo, que foi publicado em agosto de 2011 na revista “New England Journal of Medicine”, teve início em 2005 e contou com a participação de cerca de 1.763 casais heterossexuais oriundos do Botswana, Brasil, Índia, África do Sul, Tailândia e Estados Unidos e Zimbabué. Os casais, em que um dos elementos estava infetado com VIH, foram divididos em dois grupos. No primeiro grupo, o parceiro infetado começou a tomar, logo no início do estudo, uma combinação de três fármacos antirretrovirais. No segundo grupo, os indivíduos infetados só iniciaram a terapia apenas quando os seus níveis de linfócitos TCD4+ (uma medida chave da saúde do sistema imunológico) desceram abaixo das 250 células por milímetro cúbico ou quando ocorreu um evento associado com a doença.

 

O estudo que estava previsto prolongar-se até 2015, foi interrompido em Maio de 2011, pois verificou-se que a toma dos antirretrovirais reduzia em 96% a transmissão do VIH.

 

"Por si só, o tratamento como prevenção não vai resolver o problema global do VIH / SIDA," revelou Anthony S. Fauci. "No entanto, quando usado em combinação com outros métodos de prevenção do VIH - tais como o uso adequado e consistente do preservativo, modificação comportamental, programas de troca de seringas e agulhas, circuncisão masculina, prevenção da transmissão de mãe para filho, e, em algumas circunstâncias, a toma de medicamentos antirretrovirais entre indivíduos HIV negativos - temos uma coleção notável de ferramentas de saúde pública que podem ter um impacto significativo na pandemia de VIH / SIDA ".

 

Na opinião do investigador a utilização destes métodos de prevenção em combinação com uma investigação contínua poderá conduzir a algo até então inimaginável: uma geração sem SIDA.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.