Modelo de Bolonha nos cursos de Medicina só foi adoptado por 4 países

Inquérito da International Association for Medical Education

17 outubro 2007
  |  Partilhar:

 

Só quatro dos 47 países europeus que assinaram a Declaração de Bolonha aplicaram o modelo de dois ciclos de formação nas escolas de Medicina, segundo os resultados de um inquérito divulgado recentemente em Coimbra.
 

 

Os dados do estudo, ainda provisórios, foram divulgados pela presidente da International Association for Medical Education (Associação Internacional para a Educação Médica, AMEE na sigla inglesa), Madalena Patrício, e resultam de um inquérito que esta estrutura dirigiu este ano às instituições legais que, em cada país, são responsáveis pela aplicação do Processo de Bolonha, que visa a harmonização da formação superior na Europa.
 

 

"Num universo de 47 países, Bélgica, Holanda, Dinamarca e Portugal foram os que já introduziram o sistema de dois ciclos nas escolas médicas", disse a docente universitária aos jornalistas no âmbito do X Encontro Nacional de Educação Médica 2007.
 

 

De acordo com a presidente da AMEE, os dados provisórios do inquérito mostram que, "numa grande percentagem de países, o modelo ainda está em discussão ou a decisão foi entregue às escolas médicas". Para a presidente da AMEE, organização que integra 87 países, a Holanda "é um bom exemplo da aplicação do modelo de dois ciclos".
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.